23 de jun de 2011

Não corra para os montes
Pois até mesmo para lá eu iria
Não vá ao pico mais alto
Pois para chegar lá eu voaria
Não vá até os vulcões
Pois meu coração entra em erupção constantemente
Transbordando de amor por você
Não nade em outros mares
Pois estou aqui de braços abertos
Esperando que você mergulhe em meu abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário